Voltar

Vacina COVID-19: programa de imunização é iniciado no Hospital Dom Alvarenga

 

O Hospital Dom Alvarenga recebeu, no dia 21 de janeiro, 334 doses da vacina CoronaVac, da farmacêutica Sinovac Biotech, produzida junto ao Instituto Butantan contra a COVID-19. Para marcar esse momento tão especial, duas colaboradoras da área assistencial foram convidadas para serem as primeiras a tomarem o imunizante.

Angela Ribeiro Lopes de Almeida, 71 anos, é Auxiliar de Enfermagem no Dom Alvarenga há 21 anos. Ela foi a primeira colaboradora da Instituição a tomar a vacina!

“São vários sentimentos. Sentimento de gratidão, de agradecimento à empresa que me chamou pra ser a primeira. Eu estou muito feliz. Sou muito grata”, diz Angela.

Veniza da Silva, 64 anos, Enfermeira Pleno, tem 23 anos de casa e, assim como Angela, atuou incansavelmente na linha de frente no combate contra o Coronavírus. Ela foi a segunda colaboradora da Instituição a ser vacinada.

“Quero agradecer o Hospital Dom Alvarenga pela oportunidade de ser uma das primeiras a serem vacinadas na Instituição!”, declara Veniza.

 

Confira a fala do Diretor Técnico, Dr. Cesar Buchalla, presente no momento da vacinação:

“Enfim vacinadas!!! A emoção e orgulho de acompanhar este evento das 2 primeiras vacinações dentro do Hospital Dom Alvarenga é algo indescritível. Um misto de sentimentos, após 1 ano de cenário de guerra, lutando contra o inimigo Coronavírus, e até então sem nenhuma perspectiva de vitória definitiva. Eis que a ciência nos demonstrou, como sempre, que a prevenção é a melhor arma. A vacina como em muitas outras epidemias e pandemias que o mundo viveu, traz esperança e estamos sendo privilegiados de viver esta história. Claro que desta vez, termos vivido sua criação e aplicação em poucos meses, sem dúvidas será um marco diferente, mas esta esperança deve ter sido sentida por nossos ancestrais nas primeiras vacinações contra o Sarampo, Poliomielite, Influenza, dentre outras. Mas além dos sentimentos, a imagem de 2 profissionais da Enfermagem, seniors, experientes, doando seu trabalho uma para a outra, em prol da saúde e da persistência de suas “lutas” diárias é muito intensa. Nos faz ter a certeza que escolhemos a profissão correta, de que nossa missão como profissionais da área da saúde é muito digna e honrada, além de arriscada. Elas simbolizam o início do final de uma batalha, que ainda terá muitos meses, mas que agora entra na sua fase final. Também simbolizam a importância de persistirmos com todos os nossos cuidados como profissionais da Saúde, mas também como cidadãos preocupados uns com os outros: mantendo o uso de máscaras, a intensificação de higienização de mãos e o distanciamento social”.

 

 

Publicado em: 22 de janeiro de 2021

Outras notícias

Hospital Dom Alvarenga conquista Certificação Selo Hospital Amigo do IdosoLeia mais

Adeus à Maria Gabriela Franceschini Vaz de AlmeidaLeia mais

Dom Alvarenga inaugura cafeteria para pacientesLeia mais