Voltar

Atenção homens: dores nas pernas podem ser varizes

Engana-se quem pensa que apenas mulheres sofrem com dores nas pernas. Esse incomodo também é muito comum no sexo masculino. As causas podem ser diversas, como alterações musculares ou da coluna vertebral, dor ciática, má circulação sanguínea e até mesmo varizes.

Você sabia que os homens também podem ter varizes? O Cirurgião Vascular do Hospital Dom Alvarenga, Dr. Romolo Pellegrino, destaca que esse problema não é exclusivo das mulheres. “Ao contrário do que muitas pessoas pensam, os homens também podem desenvolver varizes. Nesse público em específico as causas mais comuns são hereditariedade, sedentarismo, obesidade e longos períodos sentados. ”

Mas, apesar de ser um problema comum no público masculino, o especialista destaca que os homens demoram mais para diagnosticar e tratar a doença. “Os homens demoram mais do que as mulheres para iniciar o tratamento das varizes. Um dos motivos, para isso acontecer, é a vergonha em admitir um problema que é predominante do sexo feminino. E, além disso, os pelos das pernas camuflam os vasinhos, evitando assim que o indivíduo perceba o início da doença”.

Quando não tratadas, as varizes podem provocar manchas escurecidas, inchaço, alteração da textura da pele e feridas. Por esse motivo, é muito importante prestar atenção aos sintomas, como dor ou cansaço nas pernas, inchaço e coceira sobre a veia varicosa. “É de extrema importância que o paciente fique atento aos sinais e procure ajuda médica especializada, pois quando não tratada a doença pode provocar, em estágios avançados, ulceras e até mesmo favorecer a temida trombose”, destaca Dr. Romolo.

É possível evitar o aparecimento das varizes ou diminuir o incomodo causado por elas. Para isso acontecer é necessário adotar hábitos saudáveis. “As medidas para evitar o surgimento das varizes são simples: praticar atividades físicas regularmente, manter-se no peso ideal, ingerir alimentos saudáveis e beber muita água. Além disso, é muito importante manter um acompanhamento regular com um especialista, pois dessa forma a doença poderá ser diagnosticada ainda no início”, reforça Dr. Romolo.

Fique atento aos sinais que o seu corpo apresenta e conte com toda a equipe do Hospital Dom Alvarenga para te ajudar quando necessário.

Fonte: Dr. Romolo Pellegrino, Cirurgião Vascular do Hospital Dom Alvarenga.

Publicado em: 4 de março de 2021

Outras notícias

Hospital Dom Alvarenga inaugura nova UTI humanizadaLeia mais

Hospital Dom Alvarenga renova protocolos e amplia segurança contra o CoronavírusLeia mais

Hospital Dom Alvarenga garante segurança dos pacientes com geradores Cat®Leia mais