Voltar

Hipertensão arterial: aprenda a controlar

 

A hipertensão arterial, popularmente conhecida como pressão alta, é o aumento anormal da pressão gerada pela combinação do bombeamento do sangue pelo coração e tensão da parede das artérias do corpo. Os níveis da pressão variam ao longo do dia, mas é normal que a pressão fique mais alta quando a pessoa está se movimentando e fique mais baixa quando o indivíduo está em repouso. No entanto, é preciso atenção.

Uma pessoa é considerada hipertensa quando os níveis da pressão ficam, na maior parte do tempo, maior ou igual a 130 por 80 (ou 13 por 8), o que pode variar discretamente em algumas fontes (Americanas ou Europeias). O cardiologista do Hospital Dom Alvarenga, Dr. Daniel Valadão Zabukas, reforça que a pressão alta precisa de cuidados. “Podemos chamar a hipertensão arterial de traiçoeira. A doença só manifesta sintomas quando os níveis estão muito elevados, além disso pode acontecer de o indivíduo estar com a pressão alta e não sentir nada”.

Quando a pressão está fora de controle o coração é o mais prejudicado e as chances de o paciente desenvolver uma doença cardiovascular aumenta consideravelmente. “As principais doenças que uma pessoa com pressão alta pode desenvolver é o infarto e o Acidente Vascular Cerebral (AVC), que podem deixar sequelas graves e até mesmo levar a morte”, destaca Dr. Daniel.

Existem três maneiras, simples e eficazes, de controlar a pressão: hábitos saudáveis, prática de atividades físicas e acompanhamento médico. “O paciente hipertenso precisa controlar a alimentação e abandonar alimentos gordurosos e industrializados, pois eles prejudicam o tratamento, fazendo com que os níveis da pressão se mantenham elevados. O ideal é que a alimentação seja rica em legumes, verduras e frutas e os alimentos sejam preparados com pouca adição de sal”, diz Dr. Daniel.

Para realizar atividades físicas com segurança o acompanhamento médico é essencial. “O cardiologista é o médico responsável por acompanhar um paciente hipertenso. O profissional define o melhor tratamento para o paciente e auxilia na prática de uma atividade física segura”, ressalta Dr. Daniel.

A equipe de cardiologia do Hospital Dom Alvarenga está preparada para atendê-lo sempre que se fizer necessário.

Fonte: Dr. Daniel Valadão Zabukas, Diretor Clínico e Cardiologista do Hospital Dom Alvarenga.

Publicado em: 23 de abril de 2021

Outras notícias

Hospital Dom Alvarenga inaugura nova UTI humanizadaLeia mais

Hospital Dom Alvarenga renova protocolos e amplia segurança contra o CoronavírusLeia mais

Hospital Dom Alvarenga garante segurança dos pacientes com geradores Cat®Leia mais