Voltar

Mitos x verdades sobre o anticoncepcional

A pílula anticoncepcional é o método contraceptivo mais comum utilizado por mulheres. Seu uso está sempre cercado por polêmicas, dúvidas e medos. Há quem diga que tomar a pílula faz mal e causa doenças e há quem não acredite em nada disso. Para acabar de vez com as dúvidas o Dr. Carlos Ferreira, ginecologista do Hospital Dom Alvarenga, responde o que é mito e o que é verdade no uso da pílula anticoncepcional. Confira.

1. O uso da pílula causa aumento de peso.

MITO – As pílulas contraceptivas não causam aumento de peso pelo ganho de gordura. Elas podem ocasionar um acumulo maior de líquidos dando a sensação de que está mais inchada.

2. Posso desenvolver trombose fazendo o uso da pílula.

VERDADE – A paciente pode desenvolver trombose no uso continuo ou no uso intercalado da pílula anticoncepcional. Os hormônios presentes no contraceptivo afetam a coagulação e podem favorecer o surgimento da trombose.

3. O uso da pílula altera o humor.

VERDADE – Na presença de irritação e mau humor constante, pode ser reavaliada a dosagem e o tipo de hormônio presentes no anticoncepcional.

4. Anticoncepcional causa câncer.

MITO – O anticoncepcional não é um agente diretamente ligado ao desenvolvimento de câncer. Inclusive em algumas situações, o anticoncepcional age como protetor, como nos cânceres de ovário e endométrio.

5. É necessário fazer uma pausa após utilizar a pílula por muitos anos.

MITO – Não, desde que no decorrer dos anos a paciente não tenha apresentado nenhum problema associado ao anticoncepcional.

6. Antibiótico tira o efeito da pílula.

VERDADE – Alguns podem diminuir o efeito dos contraceptivos. Sempre que receber a prescrição de algum medicamento, informe ao médico sobre o uso de outros remédios, inclusive o anticoncepcional.

7. Não preciso fazer a pausa de sete dias e posso emendar uma cartela com a outra.

VERDADE – Não há indícios de prejuízo nesse tipo de uso. Alguns contraceptivos são de uso continuo.

8. Anticoncepcional prejudica a libido.

VERDADE – Pode ocorrer diminuição da libido em algumas mulheres. Essa ocorrência pode estar associada ao bloqueio ou diminuição da produção de hormônios associadas ao desejo sexual.

Fonte: Dr. Carlos Ferreira, Ginecologista do Hospital Dom Alvarenga.

 

Publicado em: 9 de novembro de 2020

Outras notícias

Hospital Dom Alvarenga inaugura nova UTI humanizadaLeia mais

Hospital Dom Alvarenga renova protocolos e amplia segurança contra o CoronavírusLeia mais

Hospital Dom Alvarenga garante segurança dos pacientes com geradores Cat®Leia mais