Voltar

Você conhece a escoliose?

A escoliose é um desvio da coluna vertebral, visto de frente. Esse desvio pode ter aspecto no sentido frontal ou rotacional. O Dr. William Martins, Ortopedista do Hospital Dom Alvarenga, ressalta que não existe uma causa específica para o aparecimento da doença. “Na sua forma mais comum, conhecida como Escoliose Idiopática, as causas são desconhecidas, mas sabemos que fatores genéticos podem influenciar. Algumas pessoas desenvolvem essa deformidade devido a doenças neurológicas ou malformações congênitas”.

Existem quatro tipos de escoliose.

• Escoliose idiopática: as causas para o aparecimento são desconhecidas e é a forma mais comum da doença.
• Escoliose degenerativa: é causada pela perda das funções de músculos, ligamentos e discos intervertebrais. Ocorre em pessoas idosas.
• Escoliose congênita: ocorre por malformação congênita vertebral.
• Escoliose neuromuscular: é decorrente de doenças neuromusculares, como a paralisia cerebral e mielomeningocele.

O especialista destaca que a doença pode ser percebida através de alguns sinais. “A escoliose é uma doença silenciosa, não provoca dor ou outros sintomas. Mas pode ser percebida por alguns sinais, como ombro mais alto do que o outro, cintura assimétrica e pernas com comprimento diferente. ” Quando a doença está muito avançada pode causar dor, insuficiência respiratória e deixar o paciente gravemente deformado por cifoescoliose (corcunda).

A escoliose não tem cura, por isso é muito importante diagnosticá-la o mais rápido possível. “O diagnóstico precoce é a maneira mais eficaz de evitar a progressão da doença, pois dessa forma o indivíduo consegue iniciar o tratamento adequado o quanto antes”, ressalta Dr. William. Os tratamentos mais comuns para tratar a escoliose são: fisioterapia, Reeducação Postural Global (RPG), órteses e cirurgias.

Quando não tratada adequadamente a escoliose pode interferir na qualidade de vida do indivíduo, por isso é importante ficar atento aos sinais que o seu corpo apresenta e manter acompanhamento regular com um ortopedista.

A equipe de Ortopedia do Hospital Dom Alvarenga está preparada para ajudá-lo quando necessário.

Fonte: Dr. William Martins, Ortopedista do Hospital Dom Alvarenga.

Publicado em: 16 de março de 2021

Outras notícias

Hospital Dom Alvarenga inaugura nova UTI humanizadaLeia mais

Hospital Dom Alvarenga renova protocolos e amplia segurança contra o CoronavírusLeia mais

Hospital Dom Alvarenga garante segurança dos pacientes com geradores Cat®Leia mais