Voltar

Hospital Dom Alvarenga renova protocolos e amplia segurança contra o Coronavírus

Foto: acervo da instituição

 

Para combater a COVID-19, o hospital investe em infraestrutura e cuidados especiais no atendimento a pessoas com suspeitas de síndromes gripais

 

O Hospital Dom Alvarenga, situado no bairro do Ipiranga, na Avenida Nazaré, implantou novos fluxos para assegurar a assistência médica de urgência e eletivas, ampliou o número de leitos na UTI para 40 leitos e adotou uma série de protocolos de segurança contra o novo coronavírus para preservar a saúde de todos os pacientes e profissionais.

“Desde o início da pandemia, a instituição busca garantir a continuidade dos exames, consultas e procedimentos com toda a segurança necessária. Nosso foco tem sido o cuidado com as pessoas. Os pacientes precisam manter os tratamentos que não podem ser adiados, para isso o ambiente deve estar seguro e com a infraestrutura adequada”, declara o Dr. Cesar Buchalla, Diretor Técnico do Hospital Dom Alvarenga.

Em áreas como Pronto Atendimento e Centro de Diagnósticos, foram adotados fluxos exclusivos que garantem a separação dos pacientes com suspeita de estarem contaminados pelo novo coronavírus dos que têm outras enfermidades.

Ao chegarem no hospital, todos os pacientes e acompanhantes recebem máscaras para uso durante todo o período de permanência no local.  Foi instalado um número maior de dispositivos com álcool em gel e lenços de papel, disponibilizados gratuitamente, para higienização adequada das mãos. Nas recepções e salas de espera, os pacientes são alocados em cadeiras distanciadas, evitando a aglomeração e o contato próximo. O paciente é atendido por uma equipe de triagem que verifica os sintomas e orienta sobre os próximos passos.

Caso não apresente sintomas de doenças respiratórias, o paciente segue o protocolo tradicional e realiza sua consulta, exame ou procedimento com segurança. Os pacientes que apresentam sintomas de doenças respiratórias seguem um fluxo exclusivo e realizam sua consulta, exame ou procedimento com cuidados específicos.

A admissão de pacientes que apresentam sinais graves de síndrome respiratória, com suspeita ou confirmação para a COVID-19, é realizada diretamente na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), a fim de assegurar a assistência médica de urgência. Por isso, o hospital ampliou a disponibilidade de leitos de UTI, para um total de 40, com o objetivo de atender esses pacientes em leitos exclusivos. Foram determinados, também, espaços exclusivos para internação de portadores da COVID-19 nas Unidades de Intenção com 20 leitos exclusivos, facilitando o controle e diminuindo o risco para os demais pacientes.

Para procedimentos, consultas e exames agendados, a rotina também mudou. Previamente, o Hospital entra em contato com o paciente e pergunta se o mesmo apresenta sintomas gripais. Em caso positivo, é orientado sobre os cuidados apropriados e é recomendado a realizar o agendamento de uma nova data. Caso não apresente sintomas, tem a presença confirmada.

Todas as cirurgias agendadas são analisadas caso a caso e diferentes critérios são adotados para avaliar a realização do procedimento. “Sabemos que a pandemia da COVID-19 mudou hábitos e rotinas de toda a população. Mas o cuidado com a saúde não pode ser deixado de lado. Para pacientes portadores de câncer, doenças cardíacas ou doenças crônicas o tratamento não deve ser suspenso, por isso continuamos realizando as cirurgias como, por exemplo, cirurgias oncológicas, cirurgias de pequeno porte/day hospital, pacientes com infecções, dor incontrolável e cirurgias cardíacas de urgência eletiva”, afirma Cesar.

O Hospital Dom Alvarenga estabeleceu fluxos e protocolos apropriados para garantir um ambiente seguro para pacientes e equipes durante os procedimentos cirúrgicos. O reforço na disponibilização e controle severo do uso de EPI (Equipamento de Proteção Individual) é outra medida fundamental, adotada para a segurança de todos. O Hospital vem trabalhando com uso de EPIs em conformidade com as orientações fornecidas pela ANVISA e pelo Ministério da Saúde, promovendo o uso adequado destes utensílios a todos os profissionais que atuam no Hospital. Quando há necessidade, os procedimentos são remarcados para um momento que ofereça maior segurança para todos.

 

Transparência

Semanalmente, o Comitê de Crise do Hospital Dom Alvarenga divulga o panorama de casos e as últimas ações da instituição para o combate e gerenciamento da COVID-19em seus canais de comunicação internos e externos. Segundo a última nota técnica, de 09 de junho, o número acumulado de casos desde o início da pandemia foi de 117 pacientes internados, 283 confirmados com a COVID, 78 pacientes recuperados e 19 óbitos.

“O cuidado com a transparência das informações faz parte da nossa rotina.  Em nossas redes sociais, canais de comunicação internos e externos, todos podem se atualizar sobre as principais ações que o Dom Alvarenga está tomando para tornar-se um Hospital seguro e referência no combate ao coronavírus, sempre pronto para receber os moradores do Ipiranga nessa e em outras circunstâncias. O Dom Alvarenga reforça o seu comprometimento com o propósito de salvar vidas nesse momento tão delicado”, diz Eduardo Grill, Superintendente do Hospital Dom Alvarenga.

 

Publicado em: 10 de junho de 2020

Outras notícias

Hospital Dom Alvarenga inaugura nova UTI humanizadaLeia mais

Hospital Dom Alvarenga garante segurança dos pacientes com geradores Cat®Leia mais

Hospital Dom Alvarenga conquista Selo Inicial Hospital Amigo do IdosoLeia mais